Hoje eu preciso...

Hoje eu vou dizer, preciso dizer: está difícil, muito difícil respirar. Em parte são meus problemas fisiológicos mesmo. Esse meu nariz acaba comigo um dia... mas não é só...
Estou com o peito cheio de coisa, parece algo me apertando o pescoço que não me deixa respirar. Hoje está difícil. Abro a boca e puxo o ar. Alivia um pouco. Mas logo depois a boca seca e tento bravamente fazer meu nariz funcionar: Quase nada... O ar fraquinho, bem fininho passa por ali e nem acalma a sede de ar que meu corpo todo tem.
Acho que preciso mesmo é de paz. De tanto em tanto o estomago também se contrai, e ai as lágrimas teimosas tentam saltar dos meus olhos, não obstante eu queira (precise) deixar tudo isso pra lá e trabalhar. Hoje, nossa, como hoje eu preciso trabalhar!
É, está mesmo, de verdade, difícil respirar... Está difícil acalmar a alma e encontrar paz... Hoje eu preciso de paz. Preciso de um cheiro bom para sentir, preciso de água pura para lavar a alma... Preciso, muito, muito de uma mão.
Hoje eu preciso desentupir a minha vida, assim como a esse nariz teimoso, que insiste em não funcionar como deveria. Ai... Como eu preciso...

Comentários

Postagens mais visitadas